Pular para conteúdo

PAGRISA em Foco: Controle biológico exige conhecimento técni

20/01/2017

Na fazenda da Agrícola Pagrisa, produtora de cana-de-açúcar e grãos no Pará, uma área de 75 hectares cultivada com soja foi manejada apenas com biológicos na safra 2015/2016. O manejo gerou resultados surpreendentes que a experiência está sendo replicada na área total cultivada com soja pela Agrícola Pagrisa, que soma seis mil hectares em duas fazendas, localizadas nos municípios de Paragominas e Ulianópolis (leia o caso de sucesso da Pagrisa aqui: Agentes biológicos podem revolucionar o controle de pragas na soja).



Porém, quem pretende apostar nos biológicos deve estar ciente de que a tarefa não é tão simples para os iniciantes. A experiência na safra 2015/2016 não foi a primeira tentativa da Pagrisa no mundo dos biológicos. A empresa cultiva 14 mil hectares com cana-de-açúcar e, há uma década, tentou usar biológicos para controlar a broca-da-cana, mas não acertaram. “Não tivemos sucesso porque o monitoramento não era bem feito e não sabíamos o momento certo da soltura do inimigo natural”, conta Zancaner, diretor-presidente da Pagrisa.


FONTE Revista Farming Brasil